Conhece os superpoderes para um mundo em mudança?

Conhece os superpoderes para um mundo em mudança?
April Rinne
Autora do livro “Quem mexeu no meu futuro”

Num artigo de opinião exclusivo para o 2050.Briefing, April Rinne, autora do livro “Quem mexeu no meu futuro” e eleita uma das jovens líderes globais pelo Fórum Económico Mundial de Davos, reflete sobre os superpoderes para o que chama de mundo em fluxo, em que as mudanças são constantes e implacáveis. Defende que não se trata apenas de gerir a mudança, mas será como nos relacionamos com a incerteza – e a nossa tolerância à ambiguidade – que definirão o sucesso em 2050.

Em setembro de 2022, o mundo – individual, organizacional e socialmente – está desequilibrado. Os últimos dois anos e meio foram de muitas mudanças e incertezas ininterruptas. Mas não se trata apenas da pandemia de Covid ou de um momento específico. Trata-se do curso da história humana e de tudo o que está por vir: O mundo em 2050… e além.

Nas últimas décadas, temos vindo a viver de forma cada vez mais insustentável. Não me refiro apenas à crise ambiental ou climática (embora o facto de chegarmos ao Dia da Sobrecarga da Terra cada ano mais cedo fale por si). Quero dizer que os humanos estão a viver para lá do que é saudável e do que a humanidade precisa para prosperar: do esgotamento e exaustão, às expectativas e intolerância instantâneas, à ansiedade e medo generalizados sobre o desconhecido. Em muitos níveis, estamos num ponto realmente complicado.

E, no entanto, o futuro significa mais mudanças e um ritmo cada vez mais rápido de mudança. Noutras palavras: se hoje parece complicado, na verdade é muito fácil em comparação com o que vem a seguir! Então, como corrigimos o curso, nos reequilibramos e preparamos para um mundo – e um futuro – com tanto fluxo?

Do meu ponto de vista – como futurista, cidadã global, advogada, investidora, conselheira e defensora da humanidade – uma das coisas que os humanos mais precisam é uma nova mentalidade para a mudança. É o que chamo de Mentalidade de Fluxo (mentalidade de mudança): a capacidade de ver todas as mudanças, sejam boas ou más, esperadas ou inesperadas, e especialmente as mudanças que você não deseja ver, como oportunidades de crescimento, aprendizagem e transformação. Esta é uma mudança distinta das abordagens de “gestão da mudança”, porque a gestão da mudança é incompleta para o mundo de hoje. Não se trata apenas de gerir a mudança, mas como nos relacionamos com a incerteza – e a nossa tolerância à ambiguidade – que definirá o sucesso no século XXI. A mentalidade impulsiona a estratégia, e não o contrário.

Uma mentalidade de fluxo reconhece que o seu relacionamento com a mudança, a incerteza e a ambiguidade precisa de ser melhorado. Entende que isso é essencial para ter sucesso no mundo de hoje – e todos os dias daqui em diante. Para uma liderança responsável, inovação e inclusão. No trabalho, em casa e ao longo da vida. Para si e para todos que você contacta, colabora e com quem se importa.

Depois de iniciar uma Mentalidade de Fluxo, pode começar a desenvolver os seus superpoderes de fluxo. São as práticas e as competências de “como fazer” necessárias para prosperar no fluxo. Cada um é único e contraintuitivo. Eles podem ir contra o que você aprendeu sobre o mundo, mas – pense nisso – você está pronto para uma atualização? O que nos trouxe até aqui não nos levará até lá, e as oito superpoderes de fluxo podem ajudar:

1. Corra mais devagar: esgotamento, sustentabilidade, tomada de decisão responsável, presença.

2. Veja o que é invisível: pontos cegos, novas perspetivas, valor oculto, novas oportunidades.

3. Perca-se: estenda-se para além da sua zona de conforto e da sua relação com o desconhecido.

4. Comece com confiança: cultive relacionamentos para navegar melhor pela mudança, juntos.

5. Conheça o seu “suficiente”: equilíbrio, harmonia, suficiência, autoestima.

6. Crie o seu portefólio de carreira: desenvolvimento profissional, identidade, competências, significado e como projetar e possuir uma carreira adequada para um futuro de trabalho em fluxo.

7. Seja ainda mais humano: autenticidade, conexão humana e recalibre o seu relacionamento com a tecnologia.

8. Esqueça o futuro: o seu conforto com a ambiguidade e o relacionamento com o controle.

Uma mentalidade de fluxo e os superpoderes de fluxo refletem uma nova maneira sua, do seu potencial e do mundo. Eles estão aptos para um mundo de mudanças constantes e implacáveis. Eles ajudam-no a ver com clareza, a prosperar com responsabilidade e a preparar-se para 2050 – aproveitando a incerteza como possibilidade e contribuindo para um futuro melhor para todos.

Partilhe

Talk

O poder das pessoas como agentes de mudança

Edição

O poder das pessoas como agentes de mudança

Receba em exclusivo o 2050

Newsletters, Talks, Edições, Podcasts sobre Sustentabilidade, Eficiência, Inovação, Mobilidade e Pessoas.