Qual o impacto da guerra nas startups ucranianas?

Qual o impacto da guerra nas startups ucranianas?
Elena Mazhuha
Diretora de Investimentos daFlyer One Venture

As startups ucranianas tornaram-se mais ativas e motivadas, apesar da situação de crise gerada pela guerra. Esta é a perceção da diretora de Investimentos do fundo de capital de risco Flyer One Venture, Elena Mazhuha, partilhada com o 2050.Briefing, à margem da Web Summit.

“Surpreendentemente, a guerra não afetou as startups ucranianas como se antecipava. Parecia que iam falhar, porque a logística falha, às vezes não há internet e condições para trabalhar, mas os fundadores dessas empresas ficaram mais agressivos. Não tinham acesso a financiamento, mas passaram a viver com o que tinham, com o seu próprio dinheiro e tornaram-se lucrativas”, desenvolveu.

Focada em startups em fase inicial, da União Europeia, Reino Unido e Estados Unidos, a Flyer One Venture investe cerca de 300 mil euros por empresa, sendo que possui 60 no portefólio, 12 das quais da Ucrânia.

Partilhe

Talk

A sustentabilidade como motor de inovação e empreendedorismo

Edição

A sustentabilidade como motor de inovação e empreendedorismo

Receba em exclusivo o 2050

Newsletters, Talks, Edições, Podcasts sobre Sustentabilidade, Eficiência, Inovação, Mobilidade e Pessoas.