Startups: a Cleanwatts quer melhorar a relação da sociedade com a energia

Startups: a Cleanwatts quer melhorar a relação da sociedade com a energia
Projeto de energia verde
"100 Aldeias"

Uma climate tech focada em melhorar a relação da sociedade com a energia. Assim é a Cleanwatts. Atua localmente ao “simplificar, amplificar e acelerar a transição energética para as comunidades locais”, tal como explica a diretora de Comunidades de Energia, Maria João Benquerença.

Assume debruçar-se sobre o trilema mais urgente dos dias de hoje: descarbonizar a rede, enquanto reforça a segurança energética e reduz os altos custos da energia.

Assim, o trabalho desta startup passa por fornecer energia como um serviço, sem investimento inicial, estando, atualmente, a gerir mais de 100 comunidades de energia em Portugal.

Dando continuidade ao caminho iniciado no País, estão agora a replicar este modelo em vários países, com a missão de ajudar a construir um mundo onde a energia limpa é descentralizada, digitalizada e democratizada.

Segundo a porta-voz, um bom exemplo do resultado das práticas da startup e do impacto positivo que têm criado é a iniciativa “100 Aldeias”, um projeto comunitário de energia verde, mais barata e produzida localmente, em que a ideia é simples: criar uma rede de aldeias sustentáveis onde todas as pessoas possam consumir energia limpa, produzida localmente e a custos mais reduzidos.

Partilhe

Talk

A sustentabilidade como motor de inovação e empreendedorismo

Edição

A sustentabilidade como motor de inovação e empreendedorismo

Receba em exclusivo o 2050

Newsletters, Talks, Edições, Podcasts sobre Sustentabilidade, Eficiência, Inovação, Mobilidade e Pessoas.