Startups: a Trash4Goods sensibiliza através da gamificação

Startups: a Trash4Goods sensibiliza através da gamificação
Trash4Goods
A app em aplicação

Os problemas climáticos e ambientais dos dias de hoje são a motivação para haver mais ideias e soluções movidas pela inovação e pelo empreendedorismo. Pelo menos assim acredita o cofundador e CEO da Trash4Goods, Afonso Ravasco. Este cenário permitiu, na sua visão, abrir um setor totalmente dedicado à criação de startups e de projetos sustentáveis.

Na Trash4Goods, entende-se que um dos maiores problemas que a humanidade vai enfrentar é o aumento de resíduos, consoante o crescimento da população. Por esse motivo, defendem que temas como a reciclagem e a reutilização são cada vez mais equacionados como uma solução.

Ainda assim, Afonso Ravasco explica que um dos grandes problemas atualmente é a contaminação de resíduos, sendo, aliás, a principal razão para as baixas taxas de reciclagem. “Estima-se que cerca de 50% dos resíduos no ecoponto amarelo se encontram contaminados e isto provém da nossa mentalidade de continuar a ver os resíduos como lixo e não como matéria-prima”, afirma.

Foi através desta premissa que a Trash4Goods traçou a sua missão. Criaram uma plataforma de gamification, que envolve uma app e pontos de recolha, e que recompensa os utilizadores por reciclarem.

O cofundador conta que, até à data, apenas foram realizadas recolhas temporárias em faculdades e escolas, mas acrescenta que estão a trabalhar para estabelecer pontos de recolha fixos, tanto em escolas como em alguns municípios e lojas.

Partilhe

Talk

A sustentabilidade como motor de inovação e empreendedorismo

Edição

A sustentabilidade como motor de inovação e empreendedorismo

Receba em exclusivo o 2050

Newsletters, Talks, Edições, Podcasts sobre Sustentabilidade, Eficiência, Inovação, Mobilidade e Pessoas.