A construir um mundo melhor

A construir um mundo melhor
José Martos
CEO da Saint-Gobain em Portugal

“Apesar de todos os desafios, em 2021 conseguimos alcançar de uma forma geral um ótimo resultado, e é evidente que a nossa política de sustentabilidade contribuiu para esses números”. São palavras do CEO da Saint-Gobain em Portugal, José Martos, sobre o caminho sustentável da empresa, que já este mês realizou a Semana do Desenvolvimento Sustentável e um webinar, com o BCSD Portugal, sobre os desafios das indústrias atuais para conseguir dar resposta ao desenvolvimento sustentável.

A propósito, afirma: “A prova disso é que 72% dos nossos materiais são considerados sustentáveis, ou que melhoram a eficiência energética dos edifícios, o que, de alguma forma, contribui para reduzir as emissões carbónicas.”

Questionado sobre se a preocupação da empresa no que concerne à sustentabilidade é um fator diferenciador nos mercados em que atua, José Martos afirma que o é indubitavelmente: “A Saint-Gobain está a trabalhar com as suas equipas num plano de sustentabilidade para reduzir as emissões carbónicas e estão a ser implementadas medidas em todas as nossas sociedades, quer ao nível das políticas de RH e impacto dos edifícios, e no que diz respeito aos nossos produtos e processos industriais.” Considerando que atua predominantemente em mercados como o da construção, e sabendo que 40% das emissões de CO2 na Europa estão relacionadas com a habitação, seja durante a construção, seja durante o período de utilização dos edifícios, não há dúvida de qual será o caminho e o impacto da Saint-Gobain para com a sustentabilidade, frisa. Nesse sentido, trabalha num plano de sustentabilidade para reduzir 33% das emissões carbónicas nas atividades até 2030, não perdendo o foco no desenvolvimento de soluções que promovam o aumento da eficiência energética dos edifícios.

A Saint-Gobain está presente no mercado nacional com marcas “reconhecidas como sinónimos de inovação e qualidade”, com José Martos a destacar que a empresa reconhece Portugal como um país com uma incrível qualidade no seu capital humano, com elevado know-how e competências especializadas muito bem desenvolvidas. “A multiculturalidade das nossas equipas, promovida pela mobilidade interna que se fomenta no grupo e pelo trabalho transversal entre equipas de várias sociedades a nível mundial, proporciona um conhecimento e experiência bastante ricos nas nossas pessoas, o que, como é expectável, se reflete nos nossos resultados e conquistas globais”, conclui.

A Saint-Gobain pretende ser líder mundial em construção sustentável e para atingir este desígnio está a desenvolver uma estratégia que não só potencia o crescimento da empresa como impacta todo o setor, afirma José Martos. “Alinhados com o nosso propósito Making The World A Better Home, acreditamos que a construção sustentável é essencial para alcançar uma economia de neutralidade carbónica, meta que temos até 2050, e que, através do nosso Plano Estratégico Grow & Impact, acreditamos conseguir atingir”, refere.

Partilhe

Talk

Que energia para uma Europa em guerra, que expectativas face a um futuro incerto?

Edição

Que energia para uma Europa em guerra, que expectativas face a um futuro incerto?

Receba em exclusivo 0 2050

Newsletters, Talks, Edições, Podcasts sobre Sustentabilidade, Eficiência, Inovação, Mobilidade e Pessoas.